sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Código da Vida de Saulo Ramos

12 10 2007
Está sendo muito comentado o livro Código da Vida, de Saulo Ramos, Ministro da Justiça do Governo Sarney. Renato Nalini destaca os méritos do livro, que evidencia os aspectos da vida do protagonista. No entanto, fiquei surpreso com a maneira como Saulo Ramos trata da tentativa de homicídio do governador da Paraíba Tarcísio Burity. Saulo, que foi o advogado do acusado Ronaldo Cunha Lima, afirma que Burity saiu do episódio sem seqüelas. Como alguns diziam na Paraíba, Cunha Lima era um excelente político, mas um péssimo atirador. Ao que parece, a história do crime foi contada parcialmente. Tenho minhas dúvidas quanto à afirmação de que o crime não deixou seqüelas na vítima. Mas, de fato, sabe-se que Burity sobreviveu ao atentado (três tiros a queima roupa). Ele era um dos mais prestigiados professores Filosofia de Direito da Paraíba. Para uma visão ampla do conhecimento deste professor, confira o seguinte livro: BURITY, Tarcísio de Miranda. “Estudos Jurídicos, Sociológicos e Literários”. João Pessoa: Textoarte, 2005. Burity faleceu em 2003. Entre outras obras suas, destaco: A nova conceituação do Direito e A concepção kelseniana do Direito Internacional Costumeiro.

2 comentários:

Anna disse...

Professor Fábio
Chamo-me Anna
estou iniciando meu curso de Direito
e sou gestora em Direitos humanos pela SEDH -Secretária Especial de Direitos Humanos, um concurso que passei e que capacitou e formou os primeiro 1.300 gestores no Brasil
muito interessante seu blog

Fábio Ataíde disse...

Anna, tenho muita satisfação em poder contribuir com a sua formação nestas primeiras letras jurídicas. Continue estudando sempre. Abraços