terça-feira, 7 de julho de 2009

Inocência no TV

Record é condenada a pagar indenização por chamar inocente de assaltante

A 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro condenou a Rede Record a pagar indenização de R$ 25 mil para Norberto Galva Alvite. O programa Rio de Janeiro no Ar apresentou Alvite como um dos responsáveis por um assalto no bairro de Botafogo.

Datena está proibido de falar sobre processo contra DJ Malboro

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro proibiu o jornalista José Luiz Datena, que apresenta o programa Brasil Urgente, da Rede Bandeirantes, de veicular ou comentar qualquer notícia sobre o processo de Fernando Luís Mattos da Matta, conhecido como DJ Malboro.

Um comentário:

Esperança, Direito & Poesia disse...

De uma forma geral, a TV deveria ter uma assessoria jurídica na hora de veicular tais matérias, de forma que inocentes não se rotulem culpados. Em respeito ao princípio da inocencia, mormente nos casos que ainda estão sendo apurados na esfera policial e que não contam com a res judicata.
Rau Ferreira