segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Decisão nega dano moral em versos

O juiz Afif Jorge Simões Neto da 2ª Turma Recursal Cível, reformou sentença da Comarca de Santana do Livramento (RS), proferindo voto em forma de verso. O julgamento foi realizado no dia 21/1/09.
Segue a decisão:
“Este é mais um processo
Daqueles de dano moral
O autor se diz ofendido
Na Câmara e no jornal.

Tem até CD nos autos
Que ouvi bem devagar
E não encontrei a calúnia
Nas palavras do Wilmar.

Numa festa sem fronteiras
Teve início a brigantina
Tudo porque não dançou
O Rincão da Carolina.

Já tinha visto falar
Do Grupo da Pitangueira
Dançam chula com a lança
Ou até cobra cruzeira.

Houve ato de repúdio
E o réu falou sem rabisco
Criticando da tribuna
O jeitão do Rui Francisco

Que o autor não presta conta
Nunca disse o demandado
Errou feio o jornalista
Ao inventar o fraseado.

Julgar briga de patrão
É coisa que não me apraza
O que me preocupa, isso sim
São as bombas lá em Gaza.

Ausente a prova do fato
Reformo a sentença guerreada
Rogando aos nobres colegas
Que me acompanhem na estrada.

Sem culpa no proceder
Não condeno um inocente
Pois todo o mal que se faz
Um dia volta pra gente.

E fica aqui um pedido
Lançado nos estertores
Que a paz volte ao seu trilho
Na terra do velho Flores.”

2 comentários:

Albenes disse...

Nada contra a forma com que o Juiz Dr Afif Jorge tenha proferido sua forma de reformular uma sentença de primeira instãncia, no entanto, sigo as palavras do Juiz Juan Carlos Mendoza, Professor da Universidade Católica de Assunção que afirma que "a sobriedade é uma exigência do cargo. Para que sejas um verdadeiro magistrado e alcance o respeito de teus semelhantes, hás de ser necessariamente exemplar em tua vida e hás de condensar, em todas as suas decisões o equilíbrio de tua alma (...) se a advocacia é um nobre apostolado, que exige um profundo amor ao Direito, a magistratura judicial é um apostolado mais nobre ainda, isento de enganos e refúgios, que exige para o Direito uma devoção maior porque não te dará triunfos, nem riquezas".

Parabéns Fábio por mais uma notícia interessante em seu Blog.
Olha que esses parabéns todos não é de forma alguma para lhe bajular ou adular servilmente. É porque você sabe selecionar notícias, matérias e conteúdos que nos interessa e muito como leitores.

Parabéns.

Abraço,

Albenes Jr.

Albenes disse...

Retificando - instãncia (citado no comentário) para instância.